levitação magnética

INCRÍVEL – Trem mais rápido do mundo é inaugurado na China e “voa” a 600 km/h

Publicados

em

O trem mais rápido do mundo foi inaugurado em Qingdao, na China, nesta terça-feira (20). Ele pode atingir até 600 km/h por ser “maglev”, uma abreviatura de “levitação magnética”. O trem parece flutuar graças a uma força eletromagnética que o faz deslizar acima dos trilhos.

O trem-bala foi desenvolvido pela estatal China Railway Rolling Stock Corporation. Além da alta velocidade, o veículo emite baixos níveis de poluição sonora e requer menos manutenção do que outros trens de alta velocidade, segundo Liang Jianying, vice-gerente geral e engenheiro-chefe da CRRC Sifang.

A China revelou seus planos de criar mais ferrovias de alta velocidade em 2019, quando divulgou o protótipo do trem maglev. O país quer conectar mais suas grandes cidades através de trens para reduzir o tempo e as despesas necessárias para viajar pelo território chinês.

O trem de alta velocidade médio na China pode chegar a cerca de 350 km/h, enquanto os aviões voam de  800 a 900 km/h. O trem mais rápido do mundo inaugurado em Qingdao pode chegar a 600 km/h.

Leia Também:  Seleção feminina goleia a China por 5 x 0 em sua estreia nos Jogos Olímpicos

No entanto, o novo trem ainda carece de redes completas de trilhos compatíveis com a sua tecnologia. Atualmente, a China tem apenas uma linha maglev em uso comercial, conectando o aeroporto Pudong de Xangai com a estação Longyang Road na cidade. A viagem de 30 km leva cerca de sete minutos e meio, com o trem atingindo velocidades de 430 km/h.

Várias novas redes maglev estão supostamente em construção, de acordo com a CNN, incluindo uma ligando Xangai e Hangzhou e outra ligando Chengdu e Chongqing.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Religioso que zombava de vacinas nas redes morre por covid-19 nos EUA

Publicados

em

Um homem da Califórnia que zombava das vacinas contra a covid-19 em redes sociais morreu após uma batalha de um mês contra o vírus.

Stephen Harmon, membro da igreja Hillsong, era um oponente vocal das vacinas, e publicava uma série de piadas sobre não tomá-las.

“Tenho 99 problemas, mas a vacina não é um deles”, tuitou o jovem de 34 anos para seus 7.000 seguidores em junho.

Ele recebeu tratamento para pneumonia e covid-19 em um hospital nos arredores de Los Angeles, onde morreu na quarta-feira (21).

Nos dias que antecederam a morte, Harmon documentou sua luta para permanecer vivo, postando fotos de si mesmo em sua cama de hospital.

“Por favor, orem todos vocês, eles realmente querem me entubar e me colocar em um respirador”, disse ele.

Em seu último tuíte, na quarta-feira, Harmon disse que seria intubado.

“Não sei quando vou acordar, por favor, orem”, escreveu ele.

Apesar de sua luta contra o vírus, Harmon ainda dizia que rejeitaria ser vacinado, afirmando que sua fé religiosa o protegeria.

Leia Também:  Combustível da discórdia

Antes de sua morte, ele brincou sobre a pandemia e as vacinas, compartilhando memes dizendo que confiava na Bíblia, e não no mais conhecido especialista em doenças dos EUA, o médico Anthony Fauci.

O fundador da igreja Hillsong, Brian Houston, confirmou a notícia de sua morte em um tuíte.

“Ben acaba de nos transmitir a notícia devastadora de que nosso querido amigo, Stephen Harmon, faleceu da Covid. É de partir o coração”, disse Houston.

Pelo Instagram, ele prestou homenagem a Harmon.

“Ele era uma das pessoas mais generosas que conheço e tinha muito pela frente”, escreveu Houston.

“Ele sempre comparecia aos jogos de futebol de nossos netos e fará falta para muitos. Descanse em paz.”

Ele acrescentou que a igreja incentiva seus membros “a seguirem as orientações de seus médicos”.

A Califórnia viu um aumento nos casos de Covid-19 nas últimas semanas, sendo a maioria dos casos levados a hospitais de não vacinados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA