ECONOMIA

Governo vai investir R$ 34 milhões em fruticultura no DF e Entorno

Publicados

em


O fortalecimento de cadeias produtivas na Região Integrada de Desenvolvimento Econômico do Distrito Federal (Ride-DF) vai contar com mais R$ 34 milhões para aquisição de equipamentos e apoio ao desenvolvimento. O anúncio foi feito neste sábado (18) pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Rogério Marinho, durante o 1º Fórum da Rota da Fruticultura da Ride-DF, em Brasília.

“Esta é uma ação importantíssima, pois trata da capacitação dos produtores brasileiros. Estamos aqui entregando esses equipamentos, que irão agregar mais valor aos produtos que são consumidos na capital. Essa região congrega mais de 27 mil produtores que tiram seu sustento na produção rural. Cada vez mais, Brasília vai se firmando como um polo produtor de frutas de qualidade”, ressaltou Rogério Marinho.

Etapas

Na primeira etapa do investimento, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), vinculada ao MDR, serão doados R$ 10,5 milhões em equipamentos para associações de produtores do DF e Entorno. Serão 32 caminhões leves (dos quais, três foram entregues neste sábado e outros quatro em meados de junho), 30 câmaras frias, 20 microtratores com acessórios, oito tratores, 300 kits de irrigação localizada e 16 implementos agrícolas e bens diversos de apoio à produção.

Leia Também:  Produção de veículos cresce 2%, mas vendas caem 5,4%, diz Anfavea

“A fruticultura tem se desenvolvido no Brasil com grande mercado consumidor da produção. Essa iniciativa das rotas é muito bem-vinda. Nossa economia não pode e não vai parar”, destacou Bolsonaro, durante o evento.

Também serão entregues freezers, balanças, liquidificadores, batedeiras e fornos, entre outros, que apoiarão os setores produtivos da região. “Esses equipamentos visam potencializar todas as ações dos produtores, desde a sua colheita até o beneficiamento do seu produto, ajudando também na sua comercialização, trazendo uma receita acessória para todos eles”, declarou o diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira.

Histórico

O polo de fruticultura da Ride-DF foi implementado em junho deste ano, com investimento de cerca de R$ 1 milhão por meio da Codevasf. Ele reúne cerca de 27 mil produtores familiares do Distrito Federal, de 29 cidades de Goiás e de outros quatro municípios de Minas Gerais.

Edição: Paula Laboissière

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Com retomada da economia e aumento da demanda, preços dos combustíveis podem “explodir” em MT

Publicados

em

Eu comento:

De orgulho à vergonha nacional!

Petrobras se tornou uma empresa arrecadatória custe o que custar, talvez pela única vez na história de sua fundação, alega não ter capacidade de atender a demanda interna.

Um tapa na cara dos brasileiros, consequência disso será a explosão de preços e mais dinheiro no caixa da Petrobras para remunerar seus acionistas e fundos de investimentos…

Caminhoneiros e frotistas já estudam parar o Brasil!

A sociedade não aguenta mais tanta incompetência…

Éder Moraes

Repórter-MT – A Petrobras emitiu comunicado nesta quarta-feira (20) e confirmou que não poderá atender todos os pedidos de fornecimento de combustíveis (gasolina e diesel) para novembro, que teriam vindo acima de sua capacidade de produção. Isso acendeu um alerta para Mato Grosso, que assim como outros estados do Brasil, pode ficar sem combustível.

Na nota, a petroleira afirmou que recebeu uma “demanda atípica” de pedidos de fornecimento de combustíveis para o próximo mês, muito acima dos meses anteriores e de sua capacidade de produção, e que apenas com muita antecedência conseguiria se programar para atendê-los. O fato pode gerar ainda mais aumento no preço dos combustíveis que já ultrapassa R$ 5,15, o litro do diesel, e R$ 6,89, a gasolina.

Leia Também:  Produção de veículos cresce 2%, mas vendas caem 5,4%, diz Anfavea

O Sindipetróleo comunicou que tem consultado bases de distribuição e revendedores e, no momento, não há registro de falta de combustíveis no estado.

“O Sindicato acompanha o cenário nacional através das notícias. Há preocupação no mercado de combustíveis, diante das notícias que circulam” disse o diretor-executivo, Nelson Soares Junior.

Veja reportagem relacionada do blogdoedermoraes sobre o tema:

Petrobras tem demanda para novembro acima da capacidade de produção

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA